Melz Assessoria de imprensa

[07/07/2011] A procura da caixa perfeita
07/07/2011

A caixa perfeita pode ser como um carro ou uma casa. Existem milhares de modelos para cada gosto. Pequenas, médias ou torres. Audiófilos poderiam até dizer que encontrar a caixa perfeita é como encontrar o verdadeiro amor: uma vez achada, não troca por nenhuma outra. A primeira etapa na procura, é simples: saber o que a pessoa quer.

Você prefere caixas que apareçam ou que possam ficar escondidas na mobília? Chamativas ou discretas? Pequenas ou grandes? Que prevaleça potência ou qualidade? São diversos fatores na escolha e geralmente cada modelo de caixa possui um diferencial. “Várias marcas investem muito para criar a perfeição: potência, qualidade, tamanho ideal e estética. Mas a caixa perfeita acaba sendo aquela que melhor se adequa ao gosto da pessoa que irá usufruir dela”, comenta Francisco Marengo, diretor da Prime Home.

Considerando a afirmação de Francisco, a Prime separou três modelos de caixas em home theaters, variando em tamanho, potência e qualidade. São eles:

TL1600 e RM705
As caixas da Polk seguem a linha da performance. O design das caixas utiliza “lentes acústicas” que causa o efeito de som aberto, mesmo que o tamanho delas seja pequeno. Elas utilizam a tecnologia Time Lens, que alinha os drivers para que as frequências cheguem todas aos seus ouvidos ao mesmo tempo. “É um modelo pequeno, focado na qualidade. Para ambientes menores, é recomendado por conseguir ‘carregar’ o som até os usuários”, explica Francisco.

TSi 100 e TSi 200
Também da marca Polk, os modelos 100 e 200 seguem a linha de caixas de tamanho médio. Seu diferencial é o acabamento em madeira de cerejeira, o que garante frequências médias e graves fiéis. Os cones dos woofers são feitos de fibra orgânica bi-laminada. Francisco explica que a tecnologia foi desenvolvida em conjunto com a Universidade John Hopkins, chamada de Dynamic Balance, faz a diferença. “Ela mede a superfície do driver enquanto treme para detectar o melhor material para as frequência produzidas. No caso do modelo TSi, foi escolhido fibra orgânica para garantir potência aliada a qualidade”.

RTi A1 e RTi A3
Para os exigentes quando se trata de pressão sonora. Recomendados para salas acima de 30 metros quadrados, o modelo RTi é feito para entregar performance e qualidade. Possuem seis camadas de madeira na construção da caixa, garantindo acústica diferenciada. “São caixas ideais para quem procura potência sem perder qualidade. Também levam a tecnologia Dynamic Balance, o que garante materiais designados para tirar o máximo proveito dos falantes”, diz Francisco.

O modelo RM705 está à disposição para teste de audição e performance no show-room da Prime Home.