Melz Assessoria de imprensa

[08/04/2011] Eduardo Dal Ri fala sobre a tecnologia e o mercado de seguros em Blumenau
08/04/2011

Mais de 150 pessoas foram, na noite do dia 7 de abril de 2011, ao Himmelblau Palace Hotel, em Blumenau, para conferir a palestra Tecnologia e oportunidades em seguros, de Eduardo Dal Ri. O evento foi uma realização do SindsegSC – Sindicato das Seguradoras, Previdência e Capitalização em Santa Catarina, com patrocínio do Sindicato dos Corretores de Seguros em Santa Catarina (Sincor-SC) e da Escola Nacional de Seguros (Funenseg).

Paulo Lückmann, presidente do SindsegSC, comentou que o evento foi também sucesso de crítica entre os participantes. “A internet mudou não só a forma do nosso cliente se comunicar conosco, mas também o jeito como entendemos as suas necessidades e provemos soluções adequadas para eles”, afirmou o executivo. Ele complementou dizendo que todos sabiam da relevância do tema abordado, mas que Eduardo o tornou ainda mais interessante com as suas informações atualizadas e cases mostrados.

Eduardo iniciou sua apresentação falando de, mesmo que sua empresa não esteja na internet oficialmente com um site corporativo, ela está, sim, na internet. “Com o avanço das redes sociais, as pessoas comentam o que vivem na sua relação com as empresas. A internet é sutil. Então, com certeza há referências da sua seguradora ou corretora na internet, e saber quais são e onde estão é uma necessidade”, disse o palestrante. Número apresentados por Eduardo mostraram que, 1,2 milhões de pessoas entra nas redes sociais a cada três meses e que, no Brasil, até 2012 serão 100 milhões de computadores.

A média, segundo o palestrante, é de um portal e quatro sites, em média, por internauta brasileiro. “As relações entre as empresas e os clientes passa, cada vez mais pela internet. E as corretoras e seguradoras não fogem disso. Não acredito que estas relações, no nosso caso, passarão a ser apenas pela internet. Mas é inegável que haverá uma mudança”, comentou Eduardo.

Para mostrar que esta realidade já está mudando, o palestrante perguntou aos participantes quantos clientes eles já tinham visitado pessoalmente em 2011, qual foi o índice de orçamentos e cotações por e-mail e quantas mensagens eletrônicas foram recebidas.

O e-mail, segundo Eduardo, é uma das ferramentas mais utilizadas na venda personalizada, como é o caso do seguro. E alguns cuidados são fundamentais. O Spam, que é aquele e-mail que se manda indiscriminadamente para um banco de dados geral, está fora de moda. “O que o consumidor quer é sentir que toda a personalização do atendimento na vida real, também ocorra na vida virtual. Se você fizer isso, terá sucesso, com certeza”, disse. Ele comentou ainda sobre a necessidade da boa utilização da língua portuguesa e o cuidado com o alvo das ações online.

Para finalizar, o palestrante alertou. “Não estou aqui para convencê-los a fazer um site, um Orkut, um Facebook e um Twitter amanhã. Estas ações precisam ser planejadas. Mas elas não são caras – as redes sociais, por exemplo, são gratuitas – mas é preciso pensar em quem vai mediar o contato com o consumidor, como o material será atualizado e como você vai proceder em alguns casos”.

——————–
A Melz atende, de 14 de março a 10 de abril de 2011, o SindsegSC – Sindicato das Seguradoras, Previdência e Capitalização em Santa Catarina. O job é uma parceria com o Noticenter.