Melz Assessoria de imprensa

Olho Embutidos recebe oficialmente certificado SISBI-SUASA
09/12/2013

Na próxima quinta-feira (12), a Olho Embutidos e Defumados recebe das mãos do governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, o certificado SISBI-SUASA. A companhia de Pomerode (SC) esteve entre as seis primeiras a receber a autorização que integra o Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal do Governo do Estado ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-SUASA) que, através de certificações e inspeções, autoriza a empresa a revender os produtos para todo o país.

Apesar de a cerimônia ocorrer esta semana, a autorização para venda dos produtos para outros estados brasileiros está vigente há aproximadamente dois meses. Neste tempo, quatro regiões já recebem os produtos da Olho: Brasília, Paraná, Minas Gerais e São Paulo.

Para o diretor comercial da empresa, Embutidos, Rolf Konell Jr., o resultado surpreende. “Assim que saiu a certificação, passamos a receber contatos de todo o país. Isso reforça a credibilidade das marcas catarinenses e, especialmente, do Vale Europeu, em todo o Brasil”, aponta. Os produtos mais procurados são a linguiça Blumenau e a linguicinha húngara.

Para atender a essa demanda, a Olho já planeja a nova fábrica. O espaço é localizado no bairro Testo Rega e terá 815 metros quadrados – quatro vezes o tamanho da atual estrutura. A produção, que hoje é de 34 toneladas ao mês, deve duplicar. A expectativa é inaugurar o novo espaço em 18 meses.

Sobre a Olho Embutidos
A marca Olho Embutidos e Defumados é ainda mais tradicional do que a empresa. Foi criada em 1934 e, depois de ser produzida por alguns anos, deixou de existir. Há sete anos, em 2006, os empresários Luiz Antonio Bergamo e Rolf Konell Jr., adquiriram a marca que estava sob responsabilidade da Laticínios Pomerode e reiniciaram a produção de embutidos.

Linguiça Blumenau: um dos produtos da Olho Embutidos. Imagem: Marina Melz/Divulgação

Linguiça Blumenau: um dos produtos da Olho Embutidos. Imagem: Marina Melz/Divulgação