Melz Assessoria de imprensa

[11/01/2011] O futuro da interatividade: Internet na TV
11/01/2011

Para muitas pessoas, chegar em casa depois do trabalho significa ligar a televisão e procurar por alguma coisa divertida para aliviar a cabeça. Para outras, assistir algo durante o café da manhã ou almoço é quase uma obrigação. Mas mesmo com a quantidade de canais disponíveis na televisão a cabo, às vezes só na internet você encontra alguma coisa que realmente lhe interesse. Francisco Marengo, diretor técnico da Prime Home, diz que a escolha por ver TV ou procurar alguma coisa na internet não será mais unilateral.

Na matéria anterior, falamos um pouco sobre a televisão conectada. O conceito dela é exatamente o que o nome sugere: conexão com internet. Uma tecnologia que surgiu há alguns anos e que está se tornando popular apenas agora. “O principal motivo da popularização e do surgimento de novos modelos é a falta de bom conteúdo na televisão. Diversas pesquisas mostram que a maioria das pessoas não tem mais tempo para televisão e quando tem tempo para algo, preferem acessar a internet”, comenta Francisco.

Mesmo com as televisões maiores, de qualidade melhor e preços cada vez mais acessíveis, as marcas perceberam que era hora de investir em algo novo. Alianças começaram a surgir e empresas como a Sony lançarão no mercado ainda este ano novos televisores com conexão à internet. O modelo da Sony utilizará a plataforma Google Android, rodando em um processador Intel Atom. Francisco explica que com a aliança com a Google, pode-se esperar acesso a todos os serviços da empresa: navegador de internet, e-mail, serviço de busca, Youtube e vários outros que a Google comprou ao longo dos anos.

“A concorrência fica a favor dos consumidores quando se trata desse assunto. Como essa tecnologia foi pouco explorada, com o surgimento de um modelo de uma marca, várias outras correrão atrás da sua fatia do mercado. Podemos esperar um boom na área nesse ano”, completa o diretor técnico.