Melz Assessoria de imprensa

[11/07/2012] SCMC reúne participantes no 3º Workshop Inteligência Compartilhada
11/07/2012

Na última sexta-feira (6), os times criativos do Santa Catarina Moda Contemporânea (SCMC), compostos por alunos e representantes das empresas, participaram do 3º Workshop Inteligência Compartilhada. Dessa vez o encontro, ministrado pelos diretores criativos Jackson Araújo e Luca Predabon, aconteceu em um lugar que inspirou os participantes para o conceito de Resort Wear. A ideia foi levar os integrantes para um local em que eles pudessem sentir a essência da identidade de moda proposta para o Estado nessa sétima edição do SCMC. O Parador Estaleiro Hotel, localizado na Praia do Estaleirinho, em Balneário Camboriú, serviu de cenário para compartilhar ideias e trocar experiências. Ao longo do dia, novas propostas foram repassadas às equipes. Além disso, cada grupo apresentou a forma como enxerga a marca, se relacionando e aplicando as ações de inovação dentro da cultura resort.

Jomácio de Andrade Ferreira, aluno do Senai de Jaraguá do Sul e integrante do time criativo da RVB Malhas, foi um dos participantes. Ele é um dos entusiastas do SCMC. Veio para o Estado em busca de emprego na área de moda, conheceu o projeto e se apaixonou. Natural da Paraíba, ele morou por um tempo no Rio de Janeiro, mas foi em Santa Catarina que conseguiu começar a transformar o sonho em realidade. Para ele, o SCMC é uma porta de entrada para o mercado de trabalho. “Aqui eu tenho a oportunidade de colocar em prática o que aprendo, só que com muito mais liberdade para criar”, comenta o garoto que faz questão de mostrar sua empolgação diante do que está vivendo. “Chego a ficar emocionado em participar disso aqui. Esse terceiro encontro, especialmente, está sendo incrível e nos dando uma possibilidade única de criação e de aperfeiçoamento”, afirma. Para Ana Júlia Benvenuti, diretora de pesquisa e desenvolvimento da RVB e também uma das integrantes do time criativo, participar do projeto é uma maneira de sair da rotina e abrir a cabeça para uma nova forma de pensar e fazer moda. “Aqui nós temos um direcionamento para explorar, para descobrir e para colocar em prática”, enfatiza.

Estudante da Univali e uma das alunas do time criativo da Audaces, Jessica Kravetz, conta que participar do SCMC é importante para o crescimento enquanto profissional. Para ela, os workshops com os diretores criativos, sobretudo, são uma bomba de informação que faz com que todos saiam cheios de ideias e com vontade de inovar.

Evilásio Miranda, gerente de Moda e Design da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), conhece o projeto desde 2006, mas foi ao litoral para entender de perto a metodologia aplicada. “A Abit participa do SCMC há alguns anos trazendo jornalistas do exterior para o evento final. Eu achei super avançado o projeto, principalmente pelo encontro de possíveis concorrentes, o nível de debates, a observação do mercado e da criatividade através de estudos e pesquisas”, destacou.

O evento também reuniu a diretoria do SCMC, que fez algumas definições. De acordo com Amélia Malheiros, vice-presidente do projeto, o Parador Estaleiro Hotel está no topo da lista para servir de locação para o evento final, que deve ser realizado em novembro. “Faltam ainda algumas especificações e algumas confirmações, mas a princípio é um forte candidato”, afirmou. Segundo Amélia, esse ano o resultado do final do SCMC provavelmente será apresentado em dois dias: o primeiro para jornalistas, profissionais da área e formadores de opinião e o segundo para os colaboradores das empresas e os familiares dos participantes.

Sobre o SCMC
Crescimento, aprendizado e inovação são pontos fortes do projeto que reúne instituições de ensino, alunos e empresas na criação e desenvolvimento de um projeto experimental que demonstra o talento dos futuros profissionais, assim como o potencial da indústria e seu desejo de inovação.

O SCMC desenvolve ações de capacitação como palestras, workshops, visitas técnicas, atividades diretas de criação dentro das empresas, grupos de estudos e laboratórios de criação, na intenção de auxiliar na construção do conhecimento e de uma forte identidade da moda catarinense. Para isso, tudo é baseado no trabalho colaborativo que solidifica o setor industrial do Estado nos âmbitos nacional e internacional.