[12/09/2013] Teatro Carlos Gomes e a Fundação Fritz Müller iniciam programa de Prática de Conjunto Musical

Teatro Carlos Gomes - 130912 - Prática (Foto Rodrigo Dal Molin)
Primeira turma do projeto será com quatro instrumentos de cordas. Foto: Rodrigo Dal Molin

Ainda em setembro de 2013, a Escola de Música do Teatro Carlos Gomes começa um novo projeto de estímulo à formação de artistas na região. Através de uma parceria com a Fundação Fritz Müller, serão ofertadas gratuitamente durante 18 meses aulas de Prática de Conjunto Musical para até 15 jovens de 16 a 20 anos.

Além de prática nos instrumentos violino, viola, violoncelo ou contrabaixo acústico, são pré-requisitos para participação conhecimento sobre leitura de partituras e estar cursando aulas de música em qualquer instituição da região.

A audição para seleção dos alunos acontece no dia 17 de setembro (terça-feira), a partir das 19h30min. Para se inscrever, é preciso ir até a secretaria da Escola de Música do Teatro Carlos Gomes, preencher a ficha e retirar partituras de peças que devem ser executadas na data da avaliação.

Segundo Noemi Kellerman, diretora artístico pedagógica da Escola de Música, o programa “possibilita valorizar e investir em jovens talentos e criar celeiros de talentos para a manutenção e a prática da música de conjunto para as próximas gerações”.

Para Elisete Beck, diretora geral do Teatro Carlos Gomes, “programas específicos fazem-se necessários para atender as expressões culturais de menor apelo mercadológico e este programa abre novas possibilidades para a prática instrumental tão presente na história do Teatro e que certamente trará em breve bons frutos para Blumenau”.

Os encontros acontecerão às segundas-feiras, das 18h20min às 20h e serão ministrados pelo professor Paulo Mannes.

Mais sobre o projeto
O Projeto Prática de Conjunto Musical tem a finalidade de introduzir os participantes no universo da música instrumental, desenvolver alunos aptos para a prática de conjunto instrumental, alinhando o repertório à faixa etária e atuar na formação continuada de músicos para a constituição de grupos instrumentais.

Segundo Rodrigo Dal Molin, coordenador cultural do Teatro Carlos Gomes, “as atividades quando desenvolvidas de forma continuada, tendem a ter resultados transformadores, na formação humana, na percepção das expressões da arte e constituem efeito multiplicador no ambiente que o beneficiado está incluído”.

A turma de cordas é apenas a primeira de um programa mais amplo, que está em fase de captação de empresas para adotarem outras turmas, a exemplo da Fundação Fritz Müller. A programação completa atinge jovens de 12 a 20 anos divididos em 13 turmas que, além de instrumentos de cordas, atingem sopros madeira (flauta e clarinete), sopros metais (trompete, trombone e sax) e percussão (tímpano, triângulo, prato e xilofone).

Interessados podem entrar em contato com a direção do Teatro Carlos Gomes através do telefone (47) 3144-7166 ou do e-mail diretoria@teatrocarlosgomes.com.br.