Melz Assessoria de imprensa

[17/01/2012] Uma farmácia em casa
17/01/2012

Nos dias de hoje, com a vida corrida e a praticidade das drogarias, muitas pessoas acabam se esquecendo de um componente muito importante nos tratamentos de doenças e dores em geral: as plantas medicinais. Substâncias presentes nestas espécies são comumente utilizadas para a fabricação dos remédios, mas a essência das ervas costumava ser utilizada pelas gerações anteriores em forma de chás e compostos curativos especiais. Mesmo que o tempo tenha passado e as farmácias tenham surgido para facilitar nossas necessidades, ainda há quem prefira cultivar estas plantas em casa para tratar seus filhos ou netos.

Ana Glória Nunes, engenheira florestal e gerente da Casa di Fiore, diz que a melhor alternativa, neste caso, é semear as ervas medicinais em vasos. Se houver espaço, você pode também abrigar as plantas em uma pequena horta. “Uma vez que serão utilizadas para manter ou corrigir a saúde de alguém, é vital que as ervas sejam bem iluminadas e regadas. O importante é fazer com que elas recebam todos os nutrientes necessários”, explica. Hortelã, erva-doce e eucalipto são ótimas escolhas de plantio.

Outro ponto que merece destaque é o preparo dos chás medicinais. Para aproveitar todas as substâncias que a planta oferece, é necessário usar a técnica da infusão de água quente. A regra é simples: coloque a água para ferver e, quando começar a borbulhar, desligue o fogo; tampe o bule e aguarde por alguns minutos até que o processo seja finalizado. “Assim, todos os benefícios do chá são preservados”, finaliza Ana.