Melz Assessoria de imprensa

[24/03/2011] Atleta patrocinada pela D&A comemora títulos e fala do futuro
24/03/2011

Nicole Espíndola é judoca desde os cinco anos de idade. Hoje com 15 anos, a blumenauense já tem no currículo quatro campeonatos brasileiros. Nesta entrevista, ela conta um pouco de sua história no esporte. Fala de como começou, quais os momentos mais marcantes e quais os planos para os próximos anos. E ainda garante: o patrocínio da D&A Comércio Exterior é uma parte essencial desta trajetória.

Há quanto tempo você começou a se dedicar ao judô?
Nicole Espíndola: Comecei a praticar o judô com cinco anos de idade. Foi até engraçado: meu pai e meu irmão praticavam o esporte e a família queria que eu praticasse alguma atividade. Os dois queriam judô, minha mãe ballet. O que me fez optar por judô na época foi meu irmão repetindo que no esporte eu poderia ganhar medalhas, no ballet, não. [Risos]

Como foi o primeiro campeonato que você disputou?
Nicole Espíndola: Eu tinha cinco anos ainda quando foi à Copa IEE de Judô, em Florianópolis. A competição é promovida pelo Instituto Estadual de Educação. Foi engraçado. Eu olhava para as meninas maiores e perguntava ao meu pai: “vou lutar com elas?”. Não tinha noção de como era uma competição.

Como começou a sua relação com a D&A Comércio Exterior?
Nicole Espíndola: Conhecia o sócio da D&A, Caio Debossan, das competições. Os filhos dele também praticavam o esporte. Em 2009 pedi a ele que a empresa me patrocinasse. E desde então conto com esse apoio, que é de suma importância. É com ele que consigo participar de campeonatos, ter kimonos e treinar numa academia. É por isso que agradeço sempre que posso  ele a sua família, que sempre me apóiam e me ajudam. Sem eles eu não teria conhecido lugares, participado de campeonatos e tido experiências tão importantes para um atleta. Se pudesse dizer uma coisa pra ele, com certeza seria um sincero muito obrigada.

Quais os principais campeonatos que você já participou? Quais os previstos para este ano?
Nicole Espíndola: Todos os campeonatos brasileiros entre 2007 e 2010, o Sulamericano de 2007, o Panamericano de 2008 e o Sulamericano Escolar, de 2010. Para este ano, já está marcado o campeonato estadual, que será no início de abril. Também pretendo participar do Sulbrasileiro e entrar para a seleção brasileira para competir no Panamericano e no Mundial, além do Brasileiro Escolar.

Qual é o seu maior sonho como esportista?
Nicole Espíndola: Acho que o sonho de todo esportista são os campeonatos mundiais e olímpicos. O meu também é.

Como você se vê daqui a 10 anos?
Nicole Espíndola: Muito experiente, e se Deus quiser com um dos meus sonhos realizados: Olimpíadas 2016!

——————–
Veja esta notícia também em: