Melz Assessoria de imprensa

[27/05/2013] SCMC chega a 20 associadas. Faturamento das empresas soma mais de R$ 4,1 bi
27/05/2013

O Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) chegou a 20 associadas no oitavo ano de atividades. Na última semana, a Círculo, companhia do Grupo Lince especializada em linhas, aderiu ao projeto. Juntas, as empresas participantes faturaram R$ 4,1 bilhões em 2012 e empregam quase 25 mil pessoas.

Cristiano Buerger, presidente do SCMC, garante que esta é a prova de que o associativismo das empresas em busca de uma identidade de moda e design para Santa Catarina está crescendo. “Nosso estado é conhecido por ter as maiores indústrias, os melhores fornecedores. A partir de um movimento como o SCMC, buscamos ser reconhecidos também como um polo irradiador de tendências, de criatividade”, comenta.

Em 2013, sete novas empresas aderiram ao SCMC. As participantes são Altenburg, Audaces, Brix Jeans, Cia. Hering, Círculo, Dalila Têxtil, Digra, Dudalina, Fakini, HI Etiquetas, Hoepcke Bordados, Karsten, Kyly, Lancaster, Marisol, Modus.Org, Oceano, Printbag, Tecnoblu e Von der Völke.

As sedes das companhias estão divididas entre nove cidades: Blumenau, Camboriú, Florianópolis, Gaspar, Jaraguá do Sul, Joinville, Pomerode, Rio do Sul e São José.

Programas do SCMC
O projeto é dividido em seis programas, cada um com objetivos e participantes diferentes.

O mais conhecido deles é o Inteligência Compartilhada, que reúne empresas e estudantes para trocar ideias e estudar a moda, o design e o comportamento de Santa Catarina. Apoiados pela direção criativa do SCMC, que nos últimos dois anos é assinada por Jackson Araujo e Luca Predabon, eles desenvolvem uma coleção que é apresentada num grande evento no final do ano. As instituições de ensino parceiras são: Udesc, Uniasselvi, Uniasselvi-Assevim e Univali, além das unidades do Senai Blumenau, Criciúma, Jaraguá do Sul, Joinville e Rio do Sul.

Outro programa é o Experience, que promove um encontro entre as empresas do SCMC. Essa atividade tem como destaque o fato de marcas concorrentes abrirem as suas portas umas para as outras e trocarem experiências.

Estes mesmos diretores e empresários se reúnem informalmente em outro programa, chamado de Thinking. Todos são convidados por um executivo para momentos de integração e descontração,com reflexões sobre um tema escolhido pelo anfitrião.

Empresas que são referências nos seus setores e não necessariamente são catarinenses ou fazem parte do SCMC são visitadas no VIC (Very Important Company). Nos mesmos moldes do Experience, serve para que as companhias associadas conheçam um novo modelo de negócio.

Também fazem parte da programação do SCMC palestras, fóruns, debates e workshops. Nos últimos dois anos, o projeto promoveu também cursos de capacitação nas áreas de inovação e sustentabilidade.

Cristiano Buerger, presidente do SCMC, no evento final do ano 7: crescimento em 2013. Crédito: Eduardo Beltramini