Melz Assessoria de imprensa

[31/08/2012] Alunos da Udesc criam coleção em parceria com a Fakini
31/08/2012

Estudantes do 6º período do curso de Moda da Udesc estão em fase de desenvolvimento de um projeto que tem como parceira a Fakini, empresa têxtil de Pomerode. A ideia é a criação de uma coleção intitulada Brasis, que mostrará as várias caras do Brasil. O intuito não é necessariamente lançá-la, contudo torná-la uma fonte de troca de informações entre a indústria e a academia.

O primeiro contato entre a equipe da indústria e os alunos foi no dia 21 de agosto, em Florianópolis, onde a empresa foi apresentada. O segundo encontro ocorreu na quinta-feira (28/8), quando os cerca de 40 estudantes estiveram em Pomerode para conhecer de perto o processo produtivo, desde a tecelagem até a expedição.

De acordo com o professor de Marketing para Moda e Marketing Estratégico da Udesc, Eduardo Trauer, esse trabalho interdisciplinar compreende a elaboração de um projeto de Design Têxtil Comercial voltado ao setor infantil. Segundo o professor, o objetivo é a análise e a elaboração de tendências com o intuito de desenvolver produtos que atendam as necessidades da Fakini. A empresa foi escolhida pela participação no Santa Catarina Moda Contemporânea (SCMC) e por ter ações fortes voltadas à sustentabilidade. “O estudo apresentará o resultado de três momentos da pesquisa: o projeto informacional, que se resume no estudo da empresa, segmento de mercado, consumidor e marca; o projeto conceitual, que focará no tema da coleção, descrição da proposta inovadora e geração de alternativas e, por último, o projeto detalhado, que conterá a proposta da coleção, detalhamento do conceito, componentes, materiais, desenho de estampas, croquis e técnico”, explica.

Eduardo explica que a ideia é aplicar a metodologia de forma a gerar uma atitude projetual crítica, voltada para a construção de propostas cada vez mais inovadoras, sustentáveis e conscientes. De acordo com o profissional, o exercício está voltado para que o aluno desenvolva a capacidade de direcionar os novos conceitos de moda. Através de uma prática interdisciplinar, os alunos são estimulados a pensarem sobre os conceitos e cenários contemporâneos, criativos e inovadores e sua projeção no desenvolvimento de produto comercial para a indústria, utilizando a matriz do Design Thinking.

Segundo a gerente de produto da marca, Daniela Bonin, esse compartilhamento de ideias será útil para os alunos, que ganharão em conhecimento de mercado, mas também para a Fakini, que poderá se inspirar nelas para o desenvolvimento das próximas coleções. “Essa troca é sempre válida para os dois lados. É importante ter essa visão inovadora que a academia nos traz, assim como é essencial esse conhecimento prático para quem ainda está estudando”, comenta.

No mês de setembro, haverá uma pré-banca do trabalho desenvolvido e no fim do semestre os estudantes apresentarão o resultado final do projeto e da coleção.

Sobre a Fakini
Localizada em Pomerode (SC), a Fakini Malhas foi fundada em 1994 e mantêm duas unidades fabris que somam 20 mil metros quadrados. A capacidade produtiva é de aproximadamente 800 mil peças por mês.

A empresa trabalha com três marcas próprias – Fakini, Playground e UrbanSide – e com licenciados como Gato Félix, The Flintstones, Baby Boop, The Simpsons, Pucca, Smurfs, Young Justice, Dropdead, Transformers, Batman, Popeye & Olive Oyl, Ursinhos Carinhosos, Krypto, Mila&Co e a Disney, com uma linha de personagens clássicos, surpreendendo os consumidores a cada lançamento.