Chef se inspira no marreco com repolho roxo e cria hambúrguer de pato com chutney de maçã verde e kraeuterkaese para Oktoberfest

Até o dia 21 de outubro, Blumenau (SC) recepciona milhares de turistas brasileiros e estrangeiros para celebrar as heranças dos imigrantes alemães que colonizaram a região. A Oktoberfest tem como um dos seus principais atrativos a gastronomia. E não é apenas nos pavilhões do Parque Germânica que ela se apresenta.

A chef Nana Oliveira, fundadora da Nana Hamburgueria e do Nana B, transformou um dos pratos mais tradicionais da culinária dos colonizadores em hambúrguer. O marreco é representado por um hambúrguer de pato e repolho roxo, acompanhamento clássico da receita. O toque da chef é o queijo kraeuterkaese e o chutney de maçã verde, que é uma referência ao purê de maçã.

A chef lembra que a versatilidade do hambúrguer permite que ele seja criado com referências das mais diversas. “Nossa ideia é trazer um prato tradicional para um formato popular, que muitas vezes incentiva que as pessoas provem pela primeira vez uma carne de pato, por exemplo”, comenta Nana. Este é o terceiro ano consecutivo que o prato entra para o menu das duas casas. A aceitação aumenta a cada ano o número de pedidos.

Outro destaque, para a chef, é a utilização de fornecedores locais. “Trabalhamos com hambúrguer da Germânia Alimentos, o repolho da centenária Hemmer e o kraeuterkaese da Pomerode Alimentos. As duas últimas foram fundadas por imigrantes, o que traz um aspecto antropológico e de valorização local para o hambúrguer”, finaliza Nana.

O Pato Burguer está disponível até o fim de outubro no Nana B, preparado na chapa, e na Nana Hamburgueria, feito na grelha.