Cinco ações para otimizar os resultados de assessoria de imprensa em 2017

[Sabrina Hoffmann, que adora colocar no papel todas as ideias e possibilidades dos clientes]

Você é do time que, além de pular ondas também faz uma série de promessas a cada réveillon? E que acredita que ano novo é vida nova? Se a máxima também vale para os negócios, uma dica é dar atenção especial ao trabalho da assessoria de imprensa e adotar algumas estratégias para melhorar os resultados.

Aqui na Melz já estamos a todo vapor para entregar ainda mais ações eficazes para nossos clientes e aproveitamos o momento para dar cinco dicas essenciais e fazer de 2017 um ano decisivo para a imagem da sua empresa.

– Conversa é fundamental
Pode ser que pra você os últimos acontecimentos nos negócios não sejam tão importantes. Mas o fato é que nem sempre conseguimos olhar para a própria empresa e enxergar o verdadeiro potencial. É aí que a assessoria faz toda a diferença. Tire um tempo na sua agenda para bate-papos periódicos com a equipe de comunicação. E conte tudo, mesmo que não ache relevante. Cabe aos profissionais avaliar todas as sugestões e ver o que pode ou não ser notícia. É fundamental que todos estejam bem informados e esse é o primeiro passo para que os resultados sejam crescentes.

– Defina uma meta
Pode ser anual, semestral, mensal. O importante é que ela tenha uma razão. Se você sonha em aparecer em determinado veículo de imprensa mas ele não tem nada a ver com o perfil do seu negócio, essa é uma meta ilusória. A área de comunicação, pode acreditar, anda lado a lado com setores como o comercial ou direção. Ela atua de acordo com os objetivos globais de cada companhia: fazer com que a marca seja mais conhecida em determinados lugares, fortalecer o vínculo com os clientes, conquistar novas contas. A partir do seu plano estratégico, a assessoria, em conjunto com a equipe de marketing, poderá traçar planos, estudar ações certeiras e veículos mais indicados para aparição.

– Seja solícito
E isso é completamente diferente de ser “puxa-saco”. E jornalistas identificam de longe os bajuladores. Se você quer aparecer na imprensa, é importante estar disposto a atendê-la, mesmo que seja com um prazo apertado ou em horários incomuns. É o preço a se pagar para conquistar credibilidade e se tornar referência em determinados assuntos. Lembre-se: coloque-se à disposição ou conte com uma equipe que possa responder às demandas de imprensa caso sua agenda seja muito corrida.

– Peça ajuda
Quem não é da área de comunicação nem sempre sabe como agir diante dos jornalistas e tem dúvidas sobre o que falar e de que forma expor as ideias. Para ter boa assertividade, é necessário conhecer um pouco do veículo ou do profissional que irá lhe entrevistar. Não tem nada de errado não dominar esses assuntos e basta contar com o apoio da assessoria. Peça sempre que necessário informações adicionais sobre a pessoa com quem vai conversar. Isso evita uma série de desconfortos e até mesmo gafes. Basta uma circulada nas redes sociais para ver a quantidade de vídeos e áudios de entrevistas fracassadas que acabam virando uma dor de cabeça para o negócio.

– Cerque-se de uma equipe de confiança
A sua empresa pode estar começando agora ou ter anos de estrada. Ela só conseguirá atingir melhores resultados se estiver cercada de profissionais comprometidos e confiáveis. Seja para atuação interna ou contratação, escolha pessoas com as quais se identifica e que tem o propósito de ser mais do que um mero fornecedor, mas um parceiro de negócios. Quando os perfis dos envolvidos se assemelham fica muito mais fácil atuar e melhorar o desempenho.

Quer saber mais sobre assessoria de imprensa e como a gente pode ajudar você a melhorar a sua marca? Vem tomar um café com a nossa equipe ou entre em contato que a Melz vai até você.

Veja outros conteúdos que compartilhamos aqui no blog da Melz:

– E o meu retorno de mídia, como está?
– A pauta sobre a minha empresa não foi publicada. E agora?
– Visualizado: porque as interações nas redes sociais vão além dos likes
Clipagem segmentada: onde realmente está o seu cliente?
– Redes sociais: sobre panfleteiros e fórmulas prontas 
A pressão das entrevistas ao vivo e como sobreviver
– Erroooou! Cinco falhas comuns em entrevistas para TV
– Pauta, release ou artigo? Os três!
– Deadline: respeite o prazo ou quem “morre” é você