Exportação de madeira brasileira cresce 8,2% em janeiro

O comércio exterior no Brasil vem se destacando e promete crescer ainda mais. Isso porque o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e a Aliança Global para a Facilitação do Comércio fizeram uma parceria com a finalidade de aumentar a competitividade do país nas negociações internacionais e alavancar o desenvolvimento econômico. E um item que está se sobressaindo nas transações externas é a madeira. Somente em janeiro, o consumo internacional de painéis do material cresceu 8,2% em comparação ao mesmo mês do ano passado. Foram mais de 92 mil metros cúbicos de chapas vendidos. Os dados divulgados pela Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) mostram o bom momento do insumo.

Conforme a especialista em comércio exterior e diretora da UP Comex, Erica Debossan Reinert, um ótimo exemplo é o interesse da China pelo material brasileiro, que conquista reconhecimento no comércio internacional. “Eles estão importando muita madeira do Brasil. É interessante, pois o país costumava comprá-la da Rússia e como o insumo está escasso no local, revolveram apostar na qualidade das nossas mercadorias”, conta.

Para alcançar um crescimento ainda maior, segundo Erica, as empresas estão se ajustando e inovando. Antes elas exportavam a madeira em tábuas ou toras e sempre acabava sobrando pedaços que eram desperdiçados e poderiam ser utilizados em construções ou outras funcionalidades. Para resolver esse problema, as companhias investiram em maquinário interno de alta tecnologia que divide os tipos de madeira e separa o que pode virar palets, evitando assim o descarte. “Apesar de demandar um volume interessante de recursos, isso traz mais assertividade e otimização do material propiciando lucratividade no futuro”, diz.

Para a especialista, o que mais pesa no mercado internacional não é somente a qualidade, nem unicamente o preço, mas, sim, a somatório destes dois aspectos. E é essa a visão que os empresários precisam ter. “Quando uma empresa quer exportar, ela tem que se planejar, além de entender que terá que abrir mão de algumas coisas do mercado interno para investir no externo. No caso da madeira, uma logística burocrática específica deve ser seguida para evitar transtornos e obter sucesso no negócio”, complementa.

Sobre a UP Comex

Fundada em dezembro de 2015 em Blumenau (SC), a UP Comex é o resultado de mais de 20 anos de experiência em comércio exterior e mercado financeiro dos seus sócios. O grande diferencial do negócio é trazer dinamismo e agilidade para os clientes, através de uma equipe multidisciplinar que trabalha com o setor de cada cliente de maneira customizada. Mais informações em: www.upcomex.net