Quarentena faz vizinhos auxiliarem uns aos outros

Nádia Fontes,
aquela que está seguindo as recomendações da quarentena e apoia o #fiqueemcasa

Aviso nos elevadores e mensagens nos grupos do condomínio mostram que a empatia está por toda parte. Estamos vivendo tempos difíceis e nunca imaginados, mas o que acalma o coração é perceber que o auxílio ao próximo está crescendo. E não é pouco. Aqui em Blumenau (SC), moradores decidiram dar uma mãozinha para os vizinhos que não podem sair de casa. Eles se oferecem para fazer as compras no supermercado e na farmácia para quem é grupo de risco do COVID-19 e está em quarentena.

No elevador do meu prédio, por exemplo, um cartaz foi inserido com o contato de todas as pessoas que se disponibilizaram para ajudar. Além disso, para evitar aglomeração nos mercados, há sempre a solidariedade daqueles que informam que estão indo às compras nos grupos de amigos e se oferecem para trazer o que você precisar.

Vizinhos se solidarizam na quarentena e se oferecem para ajudar aos que precisam

Ações como estas inspiram e emocionam. Em momentos tensos como os que estamos experienciando, é importante não só buscarmos bons exemplos, como segui-los. Se você não pode sair de casa, que tal telefonar para um amigo ou familiar que está abalado e tentar levantar o astral dele? Por que não reunir amigos em uma chamada de vídeo para compartilhar histórias, ideias, pensamentos e até mesmo criar um projeto novo?

Ajudar é preciso

Se você puder, auxilie uma entidade da sua região. Muitas delas podem estar necessitando de ajuda. Enquanto não podemos dar o ombro amigo para quem precisa, o olhar mesmo que por trás da câmera do celular pode acalmar um coração. Comece com pouco, pois se cada um doar o que pode (seja tempo ou dinheiro) poderemos – quem sabe – contar para as próximas gerações como o mundo se tornou mais gentil e humano.

Ah, e se tiver uma história legal para nos contar entre em contato! Será um prazer compartilhá-la! :)

Facebook
LinkedIn
Instagram