Melz Assessoria de imprensa

Política Nacional de Resíduos Sólidos entra em vigor no dia 2 de agosto de 2014
28/07/2014

A destinação correta dos resíduos é uma das questões mais discutidas no país. E este debate deve crescer ainda mais. A partir de 2 de agosto deste ano entra em vigor a Política Nacional dos Resíduos Sólidos, aprovada em 2010, que propõe a reciclagem do lixo e a forma correta de manusear produtos utilizados com alto potencial de contaminação.

A lei também incentiva a logística reversa: o retorno dos produtos às indústrias após o consumo. Isso deve acontecer com fabricantes de pilhas, lâmpadas e outros itens que devem ser coletados e receber a destinação correta. Algumas marcas já possuem caixas coletoras em pontos de vendas e realizam campanhas de arrecadação para iniciar este processo.

Destinação correta como negócio
Enquanto algumas indústrias pensam apenas em como descartar os seus resíduos, outras pensam em como aproveitar esse material. É o caso da Eurofios, de Blumenau (SC). A indústria recolhe descartes de companhias têxteis e transforma em barbantes e fios para trabalhos manuais e até em componentes de cortinas. A operação existe há 10 anos e já retirou mais de 112 mil toneladas de retalhos do meio ambiente.

“O nosso principal desafio é ser reconhecido pela sociedade e pelo poder público como uma empresa que tem o compromisso em reduzir os passivos ambientais e que se preocupa com a sustentabilidade”, afirma Paulo Roberto Sensi Filho, diretor da empresa. “Muitas artesãs nem imaginam que os barbantes utilizados por elas são feitos de produtos recicláveis. E isso mostra que não há diferença entre a qualidade de uma peça feita com matéria-prima reciclada e produtos sem essa característica”, explica Paulo.

Todo o processo para o desenvolvimento do produto é feito pela empresa: desde a coleta do material até a classificação e produção do barbante ecológico. Os resíduos são de cortes coloridos que, depois da coleta dos retalhos, são separados por cores, fazendo com que o processo não utilize nenhum tipo de procedimento químico de tingimento e seja ainda mais ecologicamente correto.

Atualmente a empresa conta com 200 colaboradores, representantes em todo o país e uma filial em Ascurra (SC). No início de 2014, a Eurofios foi a primeira empresa a receber o certificado Ceatex, na categoria Controle Ambiental.

Há 10 anos a Eurofios utiliza os resíduos das indústrias têxteis e transforma em fios e barbantes ecológicos. Já são mais de 112 mil toneladas recicladas. Imagem: Fernanda Sensi

Há 10 anos a Eurofios utiliza os resíduos das indústrias têxteis e transforma em fios e barbantes ecológicos. Já são mais de 112 mil toneladas recicladas. Imagem: Fernanda Sensi