[27/08/2012] Antonio Amaral fala sobre comércio internacional e internacionalização em Blumenau

O mercado é cada vez mais global. E entender sobre comércio internacional e internacionalização (ter uma filial ou um ponto de operação fora do país) é importantíssimo para todos os tipos de negócio. A Câmara Brasil-Alemanha realiza, em parceria com a SBA Associados, uma palestra com este tema no dia 3 de setembro, às 19h, no Vienna Park Hotel.

As inscrições estão abertas e podem ser realizadas através do e-mail relac3.blu@ahkbrasil.com ou no telefone (47) 3336-4515. O valor é R$ 15,00 para associados à Câmara Brasil-Alemanha e R$ 25,00 para não associados.

O palestrante será o consultor Antonio Amaral, doutor em marketing e comunicação, com mais de 30 anos de experiência em negócios global. Já atuou com gestão estratégica em empresas da Europa, dos Estados Unidos, da China, na Rússia, da América Latina e da África. Também trabalhou como professor em universidades portuguesas, espanholas e brasileiras.

Programa da palestra
A palestra é dividida em cinco módulos. O primeiro trata de uma análise o mercado internacional e inclui emergentes, naturais e tradicionais.

O segundo traz uma abordagem sobre produtos e serviços através de estudos de mercado, foco no geotipo de cada negócio e novas oportunidades.

O bom momento do Brasil é destaque no terceiro momento. Entre os temas, estão Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, economia em crescimento, novas oportunidades, impulso industrial e o “mau momento” na Europa.

No último módulo teórico, Antonio apresentará regras do trade internacional através de representantes e distribuidores, as filiais, expansões de negócio e aculturação.

Em seguida, serão apresentados diversos cases e aberto o diálogo com os participantes.

[05/09/2011] Mais de 90% das empresas brasileiras são familiares

Segundo o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES), 90% das empresas brasileiras são familiares. Muitas surgiram na década de 50 e estão enfrentando a transição para a segunda ou a terceira geração. O número mais alarmante da pesquisa mostra que apenas 30% delas passam por este segundo comando. Estes foram alguns números apresentados na noite de ontem (31 de agosto) aos cerca de 50 participantes da palestra sobre sucessão familiar de Cláudio Antônio Pinheiro Machado, pesquisador da FIA, Escola de Administração da Universidade de São Paulo (USP). O evento foi uma realização da SBA Associados em parceria com a Câmara Brasil-Alemanha.

Cláudio destacou em sua apresentação que as empresas familiares têm uma série de boas características. “O comprometimento e a dedicação é um deles. Ou alguém já calculou o quanto teria que se pago em hora-extra para empreendedores que foram responsáveis pela criação de grandes marcas?”, brincou. Outros diferenciais são a agilidade no processo de decisão e a visão e cultura da empresa compartilhados entre os envolvidos.

No entanto, alguns dos riscos são: a disputa pelos recursos, o crescimento familiar e da organização e a fusão entre pessoas física e jurídica, especialmente no que tange a área de finanças. “Ter claro o que é da empresa e o que é da família é um princípio básico do sucesso de uma empresa familiar”, apontou Cláudio. Outro problema é que muitas vezes, o herdeiro recebe não só um patrimônio, mas os sócios dele também.

Fundações de uma sucessão
Para que um sucessor assuma os negócios da família, alguns pontos são fundamentais, segundo o pesquisador. Uma das coisas importantes para Cláudio, é que este sucessor conheça as etapas vividas pelos antepassados que fizeram o sucesso da organização. “Mais do que isso, que ele reconheça que, por mais que tenha estudado e esteja cheio de inovações para implementar, o que os que estão no comando naquele momento fizeram foi fundamental”, esclareceu.

Outra coisa muito importante é que a sucessão não seja um tabu. “É preciso diálogo, entendimento. Passar o bastão para uma próxima geração é transmitir poder. E isso exige uma transparência muito grande e um equilíbrio bastante complicado entre razão e emoção”, complementou Cláudio.

Os caminhos
Uma empresa nasce, geralmente, de uma baixa complexidade. “Geralmente o dono da empresa exerce um grande número de funções”, explicou Cláudio. Com o crescimento da organização, ela ganha complexidade. Passam a existir cargos gerenciais e surge a necessidade de indicadores para que a diretoria possa acompanhar os resultados da empresa.

E aí está um grande mito. “Muita gente acha que a profissionalização da empresa exclui os membros da família. Na verdade, ninguém impede que seja um familiar um gerente ou um diretor. O que ele precisa é ter as mesmas qualificações exigidas dos outros gestores e ser cobrado da mesma forma”, finalizou o professor. “Sua única vantagem é que, em alguns casos, é mais fácil ter a confiança da diretoria”.

[23/08/2011] Sucessão familiar é tema de evento em Blumenau

O Vale do Itajaí é uma região conhecida pela tradição das suas empresas. E não são apenas as têxteis. Outra característica das companhias próximas a Blumenau é a administração familiar de muitas delas. Para falar sobre este tema, a SBA Associados, em parceria com a Câmara Brasil-Alemanha, traz à cidade Cláudio Antônio Pinheiro Machado. Ele é pesquisador da FIA, escola de Administração da Universidade de São Paulo (USP). O evento acontece no Viena Park Hotel, no dia 30 de agosto, terça-feira, às 19 horas. As inscrições estão abertas pelo site da Câmara Brasil-Alemanha. Clique aqui para acessar.

Cláudio adianta que, na palestra, os participantes terão a oportunidade de ouvir, analisar e debater alguns conceitos que podem ser aplicados à realidade dos seus negócios. “Não existem fórmulas prontas, mas alguns princípios que devem nortear a implementação de práticas de governança eficientes e inovadoras de acordo com a realidade de cada família e empresa”, explica o professor.

Segundo Cláudio, as empresas de controle familiar devem ter sempre em mente a visão de longo prazo com foco na longevidade dos negócios ao longo das gerações que estiverem no controle. “Quando se fala em governança de empresas familiares, há que se pensar no equilíbrio delicado entre a gestão do negócio, as relações familiares e a composição dos acordos societários”.

O que é, então, uma empresa familiar de sucesso? “É aquela que cresce de maneira harmônica, preservando os valores dos empreendedores ao longo das gerações e, ao mesmo tempo, abrindo espaço para a inovação e o desenvolvimento dos herdeiros para a continuidade do negócio”, finaliza o executivo.

Mais sobre o palestrante
Cláudio é pós-doutor em Governança Corporativa na FEA/USP, doutor e mestre em Administração de empresas. Participou de um curso de extensão do Institut de Gestion Internationale Agroalimentaire (IGIA) na França. É professor da FEA-USP, supervisor de projetos da FIA e pesquisador sênior do Programa de Agronegócios da USP (PENSA). Já publicou livros e participou de eventos internacionais nas áreas de estratégia de empresas, marketing e agrobusiness. Atuou em diversos projetos de planejamento, gestão estratégica, Governança Corporativa, análises de competitividade de cadeias produtiva, estudos setoriais, reestruturação de cooperativas e associações de interesse privado e organizações do terceiro setor.

[08/08/2011] Evento com Cristiano Malucelli é sucesso de público e de crítica

Foto por Rafaela Martins | Câmara Brasil-Alemanha

Alinhar interesses, agir como um fator estimulante para o cumprimento de metas e ainda trabalhar pelo resultado global através da valorização das conquistas pessoais de cada um. Estes foram três bons motivos apresentados pelo vice-presidente do Paraná Banco, Cristiano Malucelli, para os cerca de 50 executivos que participaram do almoço de negócios promovido pela Câmara Brasil-Alemanha com o apoio da SBA Associados. O evento aconteceu na quinta-feira, dia 28 de julho, em Blumenau.

O executivo comentou que ficou surpreso com a presença de profissionais de algumas das maiores empresas da região. “Fico feliz em saber que este tema interessa a tantas pessoas. Vim para Blumenau com prazer para falar sobre meritocracia porque eu convivo com ela. Gosto muito do assunto e é bom poder ajudar a esclarecer sobre os benefícios que a metodologia aponta”, diz Cristiano.

Ele complementa que a escolha da meritocracia como tema foi muito acertada, já que interessa profissionais de todas as áreas e a empresas de todos os portes.

Mais sobre o tema
O almoço de negócios com o vice-presidente do Paraná Banco marcou também a entrega da revista Interconexões, publicação da SBA Associados com entrevistas exclusivas e artigos de consultores. Um dos entrevistados é o vice-presidente do Paraná Banco, que contou mais sobre a implantação na empresa e o momento vivido pela instituição.

Se você quiser receber um exemplar, entre contato com a SBA Associados pelo falecom@sbaassociados.com.br.

[19/04/2011] SBA Associados e Câmara Brasil-Alemanha promovem almoço com o vice-presidente do Paraná Banco

Cristiano Malucelli

Recentemente, a SBA Associados se associou a Câmara Brasil-Alemanha. E a parceria já começa a dar os primeiros resultados. Esta semana foi agendado o primeiro evento que alia as duas marcas. Será no dia 28 de julho, um almoço com o vice-presidente do Paraná Banco, Cristiano Malucelli. O tema do evento será meritocracia, uma metodologia que a SBA Associados implantou na instituição paranaense.

Otfried August Schnabel, gerente regional da Câmara Brasil-Alemanha, acredita que será uma ótima oportunidade para que empresários de Santa Catarina entendam o verdadeiro conceito de meritocracia. “O mérito, por meio de uma bonificação adicional, deveria ser concedido a médio ou longo prazo”, diz o executivo. Ele afirma ainda que, no evento, os participantes perceberão quais as necessidades de utilizar tal método e quais medidas as empresas devem tomar para implantar um projeto desse tipo.

O diretor e consultor da SBA Associados, Sidney Bohrer de Aguiar, acrescenta que Cristiano falará de questões práticas, de como a meritocracia mudou a realidade do Paraná Banco. “Acredito que estas trocas de idéias entre o empresariado catarinense e um executivo como ele sejam bastante significativas para todos os participantes”, finaliza Sidney.

Mais informações sobre o evento serão divulgadas em breve no site da SBA Associados.

Facebook
LinkedIn
Instagram