[06/12/2012] Shopping do Rio de Janeiro monta casa interativa com Kinect neste Natal

Foi-se o tempo em que decoração de Natal era apenas um presépio, luzes coloridas ou um pinheiro enfeitado. Grandes empreendimentos, como os shopping centers, cada vez mais investem em tecnologia, além dos elementos tradicionais dessa época, como novas possibilidades para comemorar a data. O Madureira Shopping, no Rio de Janeiro (RJ), conta esse ano com um projeto desenvolvido pela Morphy Agência Interativa em parceria com a Thematic, empresa especializada em decoração natalina. Os clientes podem interagir com neve virtual em uma espécie de casa decorada interativa. O projeto usa a tecnologia Kinect, a mesma dos jogos do Xbox, e foi lançado no início de novembro.

O aplicativo usa os sensores de movimento do Kinect para mapear o corpo dos participantes e fica instalado em uma casa montada dentro do shopping. O interior é refrigerado para dar a sensação térmica do frio e o cenário simula um lugar com neve, inspirado nos campos dos Estados Unidos. Podem participar da brincadeira até quatro pessoas por vez, duas para cada Kinect, que têm cerca de dois minutos para interagir com o cenário virtual. Na parede, uma projeção mostra bonecos de neve que imitam os movimentos dos participantes, como uma espécie de fantoche. Se o usuário balançar demais seu corpo o boneco some e é possível ser ver dentro do aplicativo, onde está nevando. Ele pode brincar com a neve que cai sobre seu corpo ou mesmo jogá-la no colega ao seu lado. Cada sessão finaliza com uma mensagem de Natal para os clientes do Madureira Shopping.

Segundo o diretor de desenvolvimento da Morphy, Maycon Souza, o objetivo da casa interativa é passar para um pouco da sensação de estar vivendo o Natal no Hemisfério Norte. “A maioria das pessoas têm curiosidade sobre o Natal com frio e neve e nossa intenção foi permitir que elas vivam um pouco desta percepção, mesmo que de maneira virtual”, explica Maycon. Para a proprietária da Thematic, Silvia Doreto, a parceria com a Morphy amplia as possibilidades criativas e permite oferecer aos clientes soluções inovadoras, algumas delas, inclusive, nunca usadas no Brasil.

Não é a primeira vez que a Morphy desenvolve um projeto desse estilo com a Thematic. Em 2011, o Shopping Pátio Paulista, de São Paulo (SP), recebeu a instalação de um piano interativo, que lembrava o do filme “Quero Ser Grande (Big – 1988)”, no qual o protagonista, vivido por Tom Hanks, tocava com os pés o instrumento instalado no chão da loja de brinquedos FAO Schwarz, em Nova York. A versão brasileira também fez uso do Kinect para criar um piano gigante, sem a necessidade de sensores sob as teclas, como acontece no original americano.

Sobre a Morphy
É uma empresa que atua no mercado de soluções interativas para Internet e outras plataformas. Conta com uma equipe de profissionais com muitos anos de experiência em desenvolvimento de aplicativos, ferramentas e sistemas nas plataformas web e mobile. Já realizou trabalhos para clientes de grande porte como Banco do Brasil, Beto Carrero World, Dudalina, Hering, Portobello, WEG e muitas outras empresas de destaque em seus segmentos.

Crédito: Thematic/Divulgação

Crédito: Thematic/Divulgação

[20/06/2012] Primeira edição do Morphy/ISO Tech Day supera expectativas

Na última quinta-feira (14/6) foi realizado em Blumenau pela Morphy Agência Interativa em parceria com a ISO Audiovisuais o Tech Day. O evento teve como objetivo criar um ambiente lúdico e experimental onde as pessoas pudessem conhecer novas tecnologias interativas e se aproximar um pouco mais do mundo digital. Com mais de 10 projetos expostos, o momento serviu para apresentar uma proposta diferente de fazer marketing, muito mais interativa e atraente. Entre os projetos que mais chamaram a atenção estavam os Provadores Virtuais, os jogos usando Kinect e a Mesa Interativa.

A Morphy apresentou em primeira mão no Tech Day os seus Provadores Virtuais, nas versões web e totem, ambos utilizando o reconhecimento de gestos para sua operação só que com tecnologias diferentes. A versão web, já comercializada para a Hering, será disponibilizada em breve no site de e-commerce da empresa. Ela permitirá que o usuário experimente as roupas disponíveis no site e adicione ao seu carrinho de compras usando apenas suas mãos para comandar o aplicativo, enquanto visualiza na tela do seu computador as peças sobre o seu corpo. Este provador poderá ser utilizado por qualquer pessoa que tenha uma webcam instalada no computador.

Já o aplicativo na versão totem, ainda em fase de testes, foi pensado para ser usado em lojas físicas com um equipamento específico, com o intuito de permitir que o cliente veja as peças disponíveis na loja, simule combinações e escolha aquelas que quer provar realmente. “A ideia não é substituir o provador real, mas criar uma forma rápida de experimentar os produtos da loja, ampliando as possibilidades de compra do consumidor”, afirma Marlon Souza, diretor da Morphy. A empresa planeja lançar esta versão já no mês de julho.

Outro aplicativo que chamou bastante atenção no evento foi um jogo que simula a rotina de um jovem estudante de ensino à distância, elaborado para a Uniasselvi. A ideia foi criar um game que se aproximasse da realidade do público-alvo da instituição e mostrasse os benefícios deste tipo de ensino. O projeto também usa a tecnologia Kinect, que é ativado com o reconhecimento de gestos e dispensa o uso de controles físicos.

O grande lançamento do evento ficou por conta da Mesa Interativa para crianças, chamada PlayTable. O produto, desenvolvido totalmente pela Morphy, foi pensado para os pequenos entre 3 e 9 anos de idade. O objetivo foi a criação de um “brinquedo” mais adequado à realidade da nova geração. “As crianças de hoje não querem mais apenas pintar com o giz de cera, por exemplo. Elas estão acostumadas com computadores, celulares e o intuito é que a mesa comece a ser utilizada em locais com grande circulação infantil, como salas de espera, shoppings, clínicas, restaurantes entre outros”, comenta Marlon. Totalmente adequada ao tamanho dos pequenos, a PlayTable apresenta uma tela de toque resistente a batidas, tem seus fios elétricos não aparentes para a segurança e possui um visual que combina com todos os ambientes.

Quem passou pelo Tech Day aprovou a iniciativa. Diego Daniel Casas, gerente de marketing da Censi, comentou que o evento foi uma boa oportunidade para se aprofundar e entender mais sobre as diferentes tecnologias e como tirar o melhor proveito delas no dia a dia das empresas. Para Rubem Pacheco Razões, gerente operacional de e-comerce da Hering, é importante ver essas oportunidades para perceber como elas podem ser úteis para qualquer área. “Acredito que estes aplicativos nos permitem otimizar processos internos para que nossos clientes tenham a melhor experiência de compra possível, seja em nossas lojas físicas ou na própria loja virtual”, explica.

Facebook
LinkedIn
Instagram