[26/07/2011] Upgrade do OS para o Lion: quando fazer?

Semana passada a Apple lançou o novo sistema operacional Mac OS X 10.7, também conhecido como Lion. Após estar disponível na App Store, usuários da marca correram para adquirir o upgrade que traz várias funcionalidades e recursos novos. Porém, Lisandro Hruschka, diretor de suporte da Hi Soluções, adverte que por ser uma atualização de sistema operacional, o usuário deve lembrar de uma coisa antes de executá-la: compatibilidade.

“Atualização de sistema operacional é algo sério. É fácil de adquirir e de instalar, mas nem todos os softwares são compatíveis com a nova versão”, comenta Lisandro. Ele se refere a softwares de terceiros. Caso você utilize o equipamento para trabalho e dependa de algum programa específico como Autocad, é importante verificar se ele é compatível com a nova versão do sistema operacional. “Uma vez que for feita a atualização, não é possível executar um downgrade. A única forma de utilizar o software no equipamento novamente é formatando e instalando uma versão mais antiga da OS”, explica.

Com o tempo, as empresas lançam atualizações de compatibilidade para os softwares, mas como o sistema operacional foi recentemente lançado, alguns ainda não funcionam com a nova versão. “É muito importante fazer esta verificação. Basta entrar no site oficial do programa e ver se é compatível com a nova versão da OS. Caso não ache a informação ou não tenha certeza, o recomendado é não atualizar até a confirmação de compatibilidade”, aconselha Lisandro.

[02/06/2011] Quando, onde e como?

Automação tem atraído muita atenção para os que gostam de relaxar e se divertir em casa. Com a possibilidade de som ambiente e home cinemas, as pessoas começaram a procurar empresas especializadas para saber como funciona a instalação destes serviços. Francisco Marengo, diretor técnico, e Rodrigo Pamplona, engenheiro da Prime Home, esclarecem que existem momentos adequados para o tipo de automação que você tem em mente.

“Se você está projetando uma obra, este é o momento para projetar também a automação. Neste caso é, o ideal é uso de fios, pois permitem expansão quase ilimitada”, explica Rodrigo. Francisco fala que este tipo de automação requer reformas e normalmente é ideal para casas ou apartamentos grandes. “O custo pode até ser mais alto, porém as possibilidades são muito maiores. É possível interligar ambientes com maiores espaçamentos, sem perder a qualidade”.

Mas para quem já tem sua casa ou apartamento do modo que gosta e não gostaria de passar por reformas, existe a alternativa da automação sem fios. Esta pode ser feita a qualquer momento, pois não requer alteração na parte física do ambiente. “Com a instalação de módulos de potência e ou repetidores nas áreas que serão automatizadas, a necessidade de reforma é removida da equação. Por este motivo, o custo pode ser mais acessível”, explica Francisco. A limitação deste tipo de automação é o espaço. Como tudo é feito por transmissão wireless, áreas muito grandes necessitam de um projeto bem dimensionado para não prejudicar a transmissão.

“O ideal, quando se pensa em automação, é tentar aplicá-la no projeto logo no início da obra, pois tudo entra em conjunto e as possibilidades são maiores sem aumento de custo. Caso seja feito posteriormente, dependendo do tamanho dos ambientes, pode ou não ser necessária a reforma”, explica Francisco. A automação sempre é possível, mas como qualquer projeto que envolva engenharia e tecnologia, deve ser planejada de acordo com as necessidades do cliente e o ambiente onde será implantada.

Facebook
LinkedIn
Instagram