Trapamédicos: doutores em besteirologia abrem seleção para novos voluntários

Já são mais de 40 mil visitas e uma década de atuação. Com narizes vermelhos, jalecos coloridos e coração aberto, os Trapamédicos se tornaram uma ONG com mais de 40 voluntários em Blumenau (SC), que semanalmente levam carinho e acolhimento a hospitais e um asilo da cidade. E o time de doutores em besteirologia está prestes para aumentar: estão abertas as inscrições para seleção de participantes.

Para se inscrever, basta preencher os dados no site da Keep Talent, recrutadora parceira dos Trapamédicos. Haverá um processo de seleção e os novos voluntários passarão por um treinamento, que inclui o apoio de um trapadindo. “Enquanto se habituam à logística e formato de trabalho dos Trapamédicos, os selecionados contarão com o apadrinhamento de um integrante de excelência do grupo. Queremos levar só coisas boas e o melhor de nós nas visitas que realizamos e isso inclui um cuidado especial também na seleção dos integrantes da ONG”, explica a responsável pela seleção, Vanessa Venceslao.

Entre os requisitos para integrar o time de besteirologistas, é preciso ter tempo disponível para uma visita mensal (feita à noite, durante a semana ou sábados de manhã) e para participar de uma reunião bimensal, sempre aos domingos. É necessário ainda reservar um tempo para preenchimento do traparelatório, em que o voluntário relata o que ocorreu durante a visita que fez.

As inscrições vão até o dia 10 de junho. Em seguida, a ONG realiza um workshop para que os interessados possam conhecer de perto todo o trabalho realizado. A partir daí ocorrem as entrevistas individuais e um treinamento coletivo. No dia 1º de agosto os novos voluntários começam a atuar como Trapas Café com Leite, trainees do projeto. Em janeiro de 2018 acontece a formatura da equipe.

Sobre os Trapamédicos
Doutores em besteirologia que buscam transformar a rotina de quem está em tratamento. É assim que trabalham os voluntários do Trapamédicos, organização sem fins lucrativos que há uma década atua em Blumenau (SC). Os palhaços de hospital levam semanalmente um clima de descontração para os pacientes que visitam e alertam: eles não querem fazer rir, mas deixar o dia a dia de quem passa por situações difíceis um pouco melhor e mais leve. Em 2013 o projeto ganhou uma vertical: o Trapa Pet, em que os cães dos voluntários são treinados para realizarem visitas a asilos e também à Ala Psiquiátrica do Hospital Santa Catarina.

Posts created 2245

Related Posts

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Back To Top