Três perguntas para: Adriana Kreibich da Costa, fundadora dos Trapamédicos

É sempre difícil falar sobre os Trapamédicos. Nós somos apaixonados pelo projeto e há quase dois anos fazemos assessoria de imprensa voluntária para os besteirologistas. O que a gente já deveria imaginar – mas acabou felizmente descobrindo – é que por trás dos narizes vermelhos que transformam o ambiente hospitalar estão pessoas ainda mais inspiradoras.

Adriana Kreibich da Costa é uma delas. Fundadora da ONG, presidente da Casa de Apoio e empreendedora por DNA e dedicação, ela atraiu para o projeto que idealizou há 10 anos pessoas com verdadeira vocação para o voluntariado hospitalar.

1) O que muda na pessoa acamada quando o ambiente em torno dela muda?

O bem-estar, a sensação de acolhimento e de cuidado é fundamental para a recuperação e/ou melhora do estado do paciente. Não temos como tirar o paciente daquele estado, mas podemos transformar o ambiente em que ele está. Isso com certeza faz toda a diferença!

2) Todo mundo tem potencial para ser voluntário?

Na minha opinião todo ser humano tem potencial, nasce com a sementinha do voluntariado dentro de si. Basta apenas ser estimulado. É muito importante desenvolver o trabalho dentro de uma área em que tenha afinidade, numa frequência em que possa se comprometer.

3) Sorrir é o melhor remédio: verdade, mentira ou quase sempre?

Sem dúvida nenhuma está mais que comprovado que sorrir (e rir) faz muito bem para o corpo e para saúde. Muitas vezes o nosso trabalho voluntário é percebido pelos outros como um gatilho para fazer os pacientes rirem. No entanto devemos ter a sensibilidade que em muitos casos o paciente não está num momento e num estado propício para uma gargalhada. Mas o riso pode ser representado apenas pela transformação do ambiente, pelo esquecimento (mesmo que por poucos minutos) do estado em que se encontra, ou então pelo momento especial que seria um belo sorriso propriamente dito.

O que é o Três perguntas para

Aqui na Melz temos o privilégio de conviver com pessoas incríveis. Nossos colegas, clientes, amigos e parceiros são aqueles que, em poucas palavras, conseguem despertar ideias e trazer reflexões sobre diversos assuntos. E com a seção Três perguntas para vamos compartilhar um pouco disso com quem acompanha nosso trabalho.

A ideia trazer uma dose rápida de inspiração para os seus dias. Aproveite!