Vinte novos voluntários comemoram o ingresso oficial na equipe dos Trapamédicos

Comprometimento, trabalho em equipe e empatia são algumas das premissas que regem o trabalho dos Trapamédicos. Há 11 anos, a equipe realiza visitas aos hospitais de Blumenau, com o objetivo de transformar o ambiente de quem precisa de acolhimento médico. Em julho de 2017, uma seleção para novos voluntários foi aberta. Foram mais de 100 interessados e 22 selecionados para o Trapas Café com Leite, projeto de trainee. No último domingo (28), 20 pessoas concluíram o processo e comemoraram a formação.

Foram seis meses de treinamento e acompanhamento às visitas, com o apoio da equipe de padrinhos, voluntários da ONG que ajudaram no processo sendo TrapaDindos e Trapatutores. “Nosso objetivo foi realizar um treinamento bastante intenso, para que os participantes pudessem perceber os valores que queremos transmitir. Trabalho voluntário, mesmo quando você está vestido de palhaço, é coisa séria. Exige comprometimento, dedicação e precisa ser um reflexo das suas atitudes em outros âmbitos da vida”, destaca a presidente dos Trapamédicos, Adriana Costa.

Além das visitas, os novos voluntários passaram por workshops que destacaram questões relacionadas a postura de um clown e técnicas de trabalho voluntário em ambiente hospitalar. Também foram abordados temas como atuação em equipe e processo de construção de personagem e maquiagem. A cada dois meses, uma reunião de alinhamento é realizada e todas as visitas precisam ser sucedidas por um relatório de atividades. “Todo esse material foi avaliado para ter certeza de que os novos colegas estão realmente prontos para o trabalho. Nós lidamos com pessoas que muitas vezes estão no momento mais frágil da vida. A abordagem precisa ser de excelência, somar. Esse é o nosso DNA e é o que buscamos transmitir durante o processo”, finaliza Adriana.

Só em 2017 foram visitados 4.064 pacientes nos hospitais Santo Antônio, Santa Isabel, Santa Catarina e Renal Vida. Ações em empresas também estão na agenda grupo.

Sobre os Trapamédicos
Doutores em besteirologia que buscam transformar a rotina de quem está em tratamento. É assim que trabalham os voluntários do Trapamédicos, organização sem fins lucrativos que há uma década atua em Blumenau (SC). Os palhaços de hospital levam semanalmente um clima de descontração para os pacientes que visitam e alertam: eles não querem fazer rir, mas deixar o dia a dia de quem passa por situações difíceis um pouco melhor e mais leve. Em 2013 o projeto ganhou uma vertical: o Trapapet, em que os cães dos voluntários são treinados para realizarem visitas no Asilo São Simeão e também à Ala Psiquiátrica do Hospital Santa Catarina.

Posts created 2286

Related Posts

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Back To Top