Melz Assessoria de imprensa

Workshop mostra aos associados do SCMC tendências tecnológicas para os próximos anos
07/07/2015

No dicionário, amanhã pode significar o dia depois de hoje ou o futuro. E é exatamente neste contexto que a Perestroika, uma das mais importantes escolas de criatividade do país, apresentou o módulo Tomorrow, sobre tecnologia, para cerca de 80 profissionais de empresas associadas ao Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC). A capacitação aconteceu na sede da Karsten, em Blumenau (SC), nos dias 22 e 23 de junho.

O ministrante Santiago Andreuzza destacou que, enquanto no nosso pensamento industrial as revoluções são lineares, na tecnologia elas podem acontecer de maneira exponencial. “As ferramentas estão surgindo a todo o momento e a hora em que a nossa realidade vai se transformar por alguma novidade que ainda não conhecemos pode ser amanhã ou daqui a alguns anos ou meses”, diz.

De acordo com estudos trazidos pela escola, três grandes revoluções – tão importantes quanto a industrial e a internet, por exemplo – estão prestes a acontecer. São elas: genética, nanotecnologia e robótica. “A tecnologia escala rápido e a nossa ideia era mostrar aos profissionais que tudo isso vai impactar na maneira das pessoas viverem e quem estiver preparado pode estar à frente”, diz.

De acordo com a diretora da Loa Underwear, Marilyn Rausch, o objetivo foi alcançado. “Saio desse módulo impactada com tantas mudanças que vem por aí. Mas, ao mesmo tempo, certa de que o momento não é de pavor, mas de pensar em estratégias para usar essas ferramentas como plataformas na vida pessoal e profissional”, diz.

Este é o primeiro ano da Loa Underwear no SCMC e Marilyn comenta que a aplicabilidade das informações recebidas é um dos grandes diferenciais. “Posso sair dos workshops e já no dia seguinte aplicar algumas técnicas na minha rotina. Se o SCMC se restringisse a essa parceria, já seria incrível. Mas temos ainda muita coisa para viver no segundo semestre e isso nos deixa muito animados”, completa.

O medo da tecnologia: o obstáculo
De acordo com Santiago, muita gente resiste a algumas ferramentas tecnológicas por entender que elas têm a pretensão de substituir a atividade e a sensibilidade humana. Mas, segundo ele, é preciso entender que em momento algum a Perestroika trata esta relação de maneira a colocar de um lado a economia e de outro o humano. “Não estamos falando de um versus o outro. Estamos falando de um mais o outro”, destaca.

Ele reforça que todo mundo tem a ver com tecnologia. “Tudo o que está sendo desenvolvido vai impactar na nossa vida de alguma maneira e quanto mais rápido olharmos para a tecnologia como contribuição, mais poderemos nos beneficiar disso”, comenta.

Sobre o SCMC
O SCMC está no ano 10 e reúne 18 empresas e entidades de ensino que acreditam que é possível, através da descoberta de uma identidade de moda e design, criar desejo por produtos e marcas produzidos no estado.

São elas: Altenburg, Audaces, Cia. Hering, Círculo, Coratex, Dudalina, Elaiá, Elegance, Fakini, HI Etiquetas, Karsten, Lancaster, Lepper, Loa Underwear, Marisol, Meu Móvel de Madeira, Printbag e Tecnoblu.

Workshop reuniu profissionais das empresas associadas na Karsten. Imagem: Paula Cardoso

Workshop reuniu profissionais das empresas associadas na Karsten. Imagem: Paula Cardoso